Centro Universitário da Baviera para América Latina

Busca

BAYLAT – Ponte para a América Latina faz 10 anos

Década foi comemorada no dia 14 de julho, nas novas instalações do Centro Universitário da Baviera para a América Latina (BAYLAT)

Cooperação internacional é a melhor resposta aos desafios e chances de um mundo globalizado. Como região em expansão no campo da pesquisa, a América Latina é uma parceira importante e versátil para o Estado da Baviera. O intercâmbio em ciência, pesquisa e ensino reveste-se, portanto, de relevância estratégica. Além disso, há grande demanda pela aquisição de experiências em universidades estrangeiras. Ampliar permanentemente a já longa tradição da cooperação mantida entre a Baviera e a América Latina é o objetivo do Centro Universitário da Baviera para a América Latina (BAYLAT). Este ano, a instituição, sediada na Universidade Friedrich-Alexander de Erlangen-Nuremberg (FAU), comemora seus dez anos em novas instalações, na cidade de Erlangen.  

O Centro Universitário da Baviera para a América Latina (BAYLAT) está celebrando, em 2017, seus dez anos de existência. Esse aniversário foi comemorado no dia 14 de julho, simultaneamente com a inauguração oficial das novas instalações localizadas na Apfelstrasse 6, em Erlangen. O anfitrião da festa foi o Prof. Dr. Günter Leugering, vice-presidente de Assuntos Internacionais da Universidade Friedrich-Alexander de Erlangen-Nuremberg (FAU). Mais de 200 convidados compareceram ao evento, entre eles, o secretário estadual do Ministério da Educação, Cultura, Ciência e Arte do Estado da Baviera (StMBW), nomes de referência da ciência e da economia, bem como representantes dos países latino-americanos. O brilho musical do evento ficou por conta do duo de tango AMORATADO e de um ensemble da Universidade Federal de São João del-Rei, em Minas Gerais.

“A América Latina é uma importante parceira da Baviera em ciência e pesquisa. Nos últimos dez anos, o Centro Universitário da Baviera para a América Latina contribuiu de maneira fundamental para que essa valiosa união se desenvolvesse. Hoje, o BAYLAT é o núcleo da nossa cooperação com vinte países da América Latinaˮ, ressaltou Bernd Sibler, secretário de Ciência da Baviera. A comemoração teve início às 16 horas do dia 14 de julho, no salão de baile da cidade, o Redoutensaal, com palavras de boas-vindas e um discurso sobre o tema “Perspectivas da cooperação para a pesquisa entre a Alemanha e a América Latinaˮ proferido pelo Dr. Dietrich Halm, diretor de Cooperação Internacional com a América Latina da Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG). Um momento especial da festa foi a nomeação do antigo reitor da FAU, Prof. Dr. Karl-Dieter Grüske, como membro emérito do conselho do BAYLAT, em homenagem ao seu enorme empenho pela fundação do BAYLAT em Erlangen. Por ocasião do evento, foi também firmado um Acordo de Metas entre a FAU e o Ministério da Educação, Cultura, Ciência e Arte do Estado da Baviera, o qual garantirá a continuidade do bem-sucedido trabalho realizado pelo BAYLAT. “Com o segundo Acordo de Metas assinado desde 2009, estabelecemos um importante marco para a cooperação entre a Baviera e a América Latina: queremos persistir nesse caminho pleno de êxitos e continuar a expandir as parceriasˮ, afirmou o secretário Bernd Sibler. 

Após a cerimônia, os convidados foram acompanhados com música ao novo endereço, localizado a duzentos metros, na Apfelstrasse 6, para o coquetel de inauguração das novas instalações, que se estendeu até a noite.

 

Assessorar – Conectar – Fomentar

O Centro Universitário da Baviera para a América Latina (BAYLAT) é uma instituição de atuação nacional do Ministério da Educação, Cultura, Ciência e Arte do Estado da Baviera e, portanto, plataforma central para atender a todas as universidades na Baviera e em vinte países latino-americanos. O BAYLAT oferece assessoria, incentiva a interligação entre instituições de ensino superior e de pesquisa bávaras e latino-americanas, estabelece alianças voltadas à pesquisa e conquista parceiros estratégicos. Por meio de suas atividades, o BAYLAT promove o Estado da Baviera na América Latina como polo de tecnologia e inovação, assim como de ciência e ensino. Como está abrigado na Universidade Friedrich-Alexander de Erlangen-Nuremberg (FAU), o BAYLAT também se considera um embaixador da região metropolitana europeia de Nuremberg, e contribui, recebendo mais de 200 visitantes da América Latina por ano, para a divulgação da região.

Nos já dez anos de atividade, a diretora-executiva do BAYLAT, Dra. Irma de Melo-Reiners e seu time não só concretizaram essas metas como também lhes conferiram vitalidade. A assessoria prestada às universidades sobre possibilidades de cooperação acadêmica e científica, o planejamento e a coordenação de visitas oficiais de delegações à América Latina e à Baviera, a organização de visitas a feiras, a realização de workshops sobre competência intercultural, os subsídios a projetos e o apoio financeiro para o intercâmbio estudantil são apenas algumas das prioridades do trabalho, em constante crescimento. Não apenas no aspecto conceitual, mas também com uma boa dose de pragmatismo, a Dra. Irma de Melo-Reiners recebe o apoio da Dra. Andrea Pagni, professora de Filologia Latino-Americana da FAU, que está à frente do Diretório do BAYLAT. “O sucesso do BAYLAT é o resultado da boa cooperação entre muitas pessoas da Baviera e da América Latina, que se empenham com entusiasmo pela concretização de uma vigorosa cooperação científica internacionalˮ, é assim que a Profa. Andrea Pagni descreve o conceito que se mostrou altamente eficaz ao longo dos últimos dez anos. 

 

BAYLAT – uma história de sucesso

Depois de dez anos, a gama de atividades é tão ampla como é impressionante o seu balanço: a equipe do escritório do BAYLAT em Erlangen já recebeu 759 visitantes desde 2007, cerca de 5.000 solicitações foram respondidas por e-mail, telefone ou pessoalmente. Em 31 feiras universitárias na América Latina, foram prestadas 21.600 assessorias no estande bávaro. Foram organizadas 39 viagens de delegações, com 236 participantes, à América Latina e 89 visitas de delegações vindas do continente, com 842 participantes. Aproximadamente 150.000 euros em ajuda de custo foram destinados a viagens de alunos bávaros à América Latina e de alunos latino-americanos à Baviera. Além disso, cerca de 495.000 euros foram investidos em subsídios para cientistas bávaros e latino-americanos. E essa é apenas uma pequena parte dessa história de sucesso. Com a Argentina, o Brasil, o Chile, a Colômbia, o Peru e o México, os principais parceiros latino-americanos do Estado da Baviera, foram firmados convênios de longo prazo nas áreas de administração internacional de empresas, gestão, medicina, meio ambiente, clima e sustentabilidade, agricultura, saúde e engenharia.  

“Nossas atividadesˮ, explica a diretora, Dra. Irma de Melo-Reiners, “são planejadas e realizadas no âmbito do conceito de diplomacia voltada à ciência, à cooperação e ao ensino superior. O fator decisivo de sucesso, nesse contexto, é também a comunicação direta com as embaixadas dos países latino-americanos, com instituições governamentais, assim como com as diretorias de faculdades e de outras associações de ensino superior e pesquisa.ˮ

A FAPESP Week Munich 2014, por exemplo, realizada em cooperação com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), reuniu cientistas renomados de ambos os países no Deutsches Museum, museu de ciência e tecnologia de Munique, com o intuito de fomentar o diálogo no campo da ciência e pesquisa. Esse encontro obteve um resultado concreto, um convênio de cooperação firmado entre a FAU e a FAPESP. Em 2015, foram organizados, entre outros, eventos dedicados a países em parceria com o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), como o “Dia da Argentinaˮ, o “Dia da Costa Ricaˮ, o “Dia da Colômbiaˮ e o “Dia do Peruˮ. Esses eventos apresentaram progressos e tendências atuais nos campos da ciência, pesquisa e ensino, propiciando muitas oportunidades para a troca de ideias. Em março de 2017, o BAYLAT promoveu o “Dia da Baviera: Ciência e Ensinoˮ no Ministério das Relações Exteriores do Chile, em Santiago. Foi a primeira vez que um Estado alemão realizou um evento desse tipo no país.  

 

Sobre a fundação do BAYLAT

A decisão oficial para a fundação do Centro Universitário da Baviera para a América Latina (BAYLAT) na Universidade Friedrich-Alexander de Erlangen-Nuremberg (FAU) foi tomada na primavera de 2007. Como universidade bávara com o maior número de parcerias com instituições de ensino superior e pesquisa latino-americanas, já naquela época, a FAU oferecia os melhores requisitos para a instalação desse centro. Em 2009, o BAYLAT foi instituído como entidade central da FAU em Erlangen e, após um parecer positivo, foi deferida a sua atuação por tempo ilimitado, em 2013. O BAYLAT passou, então, a integrar o grupo dos centros universitários da Baviera já existentes, como o BayCHINA, BAYHOST, BayIND, BaCaTeC e BFHZ. Os centros universitários bávaros são uma exclusividade no cenário alemão de ensino superior e pesquisa. Com suas atribuições regionais específicas, o BAYLAT é a única instituição desse tipo em toda a Alemanha. 

 

Mais informações sobre o BAYLAT

Dra. Irma de Melo
Tel.: 09131 85-25959
E-mail: irma.demelo@fau.de
Internet: www.baylat.org
Facebook: www.facebook.com/baylat.lateinamerika/
Twitter: @BAYLAT_BAVIERA  

Voltar ao índice

Endereço

Centro Universitário da Baviera
para América Latina (BAYLAT)

Apfelstraße 6
91054 Erlangen - Alemanha

Tel. +49 (0)9131 85 25955
Fax +49 (0)9131 85 25949

E-mail info@baylat.org
Homepage www.baylat.org